Teste de COVID-19 seguro em oficinas ajuda a identificar se profissionais estão imunizados da doença

  Reparadores associados ao Sindirepa-SP podem fazer teste de COVID-19 de sorologia da Roche com 100% de eficiência com metade do preço abaixo da média de mercado.   O Sindirepa-SP (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo) firma parceira com o laboratório Alves Muller para disponibilizar às empresas de reparação de veículos associadas à entidade terem acesso ao teste de COVID-19 de sorologia da Roche que tem 100% de eficiência e chegou ao Brasil no início de junho. Além de ser o teste seguro com eficiência comprovada em pesquisas realizadas no Reino Unido com 100 mil pessoas a um custo abaixo da metade da média do mercado: R$ 120,00 por pessoa. Os testes podem ser feitos no laboratório e para a quantidade acima de 15 pessoas podem ser feitos no estabelecimento, evitando a locomoção dos funcionários da oficina.…

Leia Mais

Empresas de reparação de veículos, que são serviços essenciais na pandemia, devem seguir a regulamentação da legislação da categoria

  Capacitação profissional com certificado de conclusão de treinamento na área automotiva é uma das exigências da lei para garantir serviços de qualidade.   Além dos protocolos de higiene e proteção da equipe de profissionais, mantendo o distanciamento social, as empresas de reparação de veículos, que trabalham durante a pandemia da COVID-19, precisam seguir as recomendações da lei Alvarenga nº 15.297/14, publicada em janeiro de 2014 que determina regras para o funcionamento do estabelecimento desta atividade econômica. A lei apresentada pelo Sindirepa-SP (Sindicato da Indústria da Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo)  como projeto de lei em 2008 no Estado de São Paulo destaca, entre outras questões, as seguintes exigências:   – Atestado de legalidade sindical patronal e certificado numerado atestando o cumprimento dos dispositivos da lei nº15.297. – Certificado de conclusão de treinamento do mecânico, expedido por instituição de ensino…

Leia Mais

Entidades do setor debatem sobre cenário atual no aftermarket brasileiro

Presidente do Sincopeças-SP, Francisco De La Tôrre e, Antonio Fiola, presidente do Sindirepa falam sobre as tendências e os impactos do novo coronavírus no mercado de reposição brasileiro Nem mesmo fechado o primeiro semestre, 2020 já nos mostra que não é um ano para amadores. Após a expansão de casos do novo coronavírus em todo o mundo e as consequentes medidas para contê-la, economias entraram em desaceleração. No Brasil, soma-se ainda uma crise política. Para falar desse cenário, duas vozes experientes participaram de uma live, promovida pela A TV, da editora Novo Meio: Antonio Fiola, presidente do Sindirepa Nacional e do Sindirepa-SP e Francisco De La Tôrre, presidente do Sincopeças-SP. Antonio Fiola Durante o bate-papo, as duas lideranças mostraram seus argumentos e reflexões sobre a situação atual do mercado brasileiro de reparação e reposição em todos os diferentes elos da cadeia de negócios.  De La…

Leia Mais

Como comércio de autopeças e oficinas podem recuperar créditos fiscais para repor a renda em tempos de pandemia

  Lojas e oficinas enquadradas no Simples Nacional ou demais regimes de apuração podem recuperar valores pagos a maior com consultoria jurídica especializada.   Ainda que as empresas de reparação de veículos sejam consideradas serviços essenciais pelo governo para garantir a manutenção do transporte de cargas e frotas de ambulâncias e viaturas de órgãos públicos, de acordo com o Decreto Federal 10.329, de 28 de abril de 2020, o movimento sofreu queda durante a pandemia e agora toda ajuda para recuperar receita é bem-vinda. ˜ Em vista disso, lojistas de autopeças e reparadores de todo o Brasil podem recuperar débitos fiscais do PIS, Cofins, INSS entre outros, pagos indevidamente de acordo com a legislação e têm a oportunidade de participar do programa com metodologia criada pelo escritório Ribeiro, Di Chiacchio Sociedade de Advogados para recuperarem os créditos e garantirem uma renda…

Leia Mais

Entidades do setor debatem sobre cenário atual no aftermarket brasileiro

    Presidente do Sincopeças-SP, Francisco De La Tôrre e Antonio Fiola, presidente do Sindirepa, falam sobre as tendências e os impactos do novo coronavírus no mercado de reposição brasileiro   Nem mesmo fechado o primeiro semestre, 2020 já nos mostra que não é um ano para amadores. Após a expansão de casos do novo coronavírus em todo o mundo e as consequentes medidas para contê-la, economias entraram em desaceleração. No Brasil, soma-se ainda uma crise política. Para falar desse cenário, duas vozes experientes participaram de uma live, promovida pela A TV: Antonio Fiola, presidente do Sindirepa Nacional e do Sindirepa-SP e Francisco De La Tôrre, presidente do Sincopeças-SP. Antonio Fiola, presidente do Sindirepa Nacional Durante o bate-papo, as duas lideranças mostraram seus argumentos e reflexões sobre a situação atual do mercado brasileiro de reparação e reposição em todos os diferentes elos da cadeia de…

Leia Mais

Cadeia produtiva do setor de reparação de veículos movimentou R$ 67,6 bilhões em 2019

  Brasil tem mais de 121mil oficinas e frota de veículos leves de 44,6 milhões de unidades e idade média de 10 anos.   O setor de reparação de veículos no Brasil concentra mais de 121 mil oficinas e foi responsável pela movimentação financeira da ordem de R$ 67,6 bilhões em 2019, envolvendo toda a cadeia produtiva que começa com o fabricante, passa pelo distribuidor e varejo até chegar à oficina. Este dado é da 3ª edição do Anuário da Indústria da Reparação de Veículos, publicado pelo Sindirepa Nacional, associação que reúne os Sindirepas dos Estados e São Paulo, Minas Gerais, Amapá, Bahia, Campos Gerais, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Tocantins, que acaba de ser lançada. Esse montante equivale a 70% em peça e 30% em serviço. A frota de veículos leves…

Leia Mais

Mobilização pela liberação de informações técnicas para reparos dos veículos

*Por Antonio Fiola   O mundo não será o mesmo, pelo menos para a reparação de veículos no Brasil. As oficinas independentes praticamente há três décadas têm buscado soluções junto às montadoras de veículos e mesmo junto à ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), para uma liberação gradual e responsável das informações técnicas dos veículos automotores para realização de reparos, dando assim o direito de livre escolha dos consumidores quanto ao local da manutenção de seus veículos, ou seja, na rede de concessionárias ou na rede independente.   A telemetria e os últimos acordos automotivos que impactam nos países sul-americanos têm trazido algumas preocupações e que alertaremos aos consumidores dos riscos de ficarem reféns de um único local para realizarem a manutenção de seus veículos. Quem são estas marcas?   Logicamente temos notado alguma liberação gradual de informações técnicas por parte de algumas…

Leia Mais

Sindirepa-SP alerta para negociação direta entre seguradoras e clientes como forma de obtenção de vantagens econômicas em época da pandemia do coronavírus

Companhias de seguro se aproveitam da situação delicada do momento e oferecem pagamento direto ao consumidor para o conserto dos carros sinistrados de seus clientes, colocando em risco a qualidade das peças aplicadas e os serviços. A crise instaurada pela pandemia do Covid-19 traz um novo cenário para todas as atividades econômicas diante da situação inesperada. O setor de reparação de veículos, nos Estados de São Paulo Rio Grande do Sul, além da cidade de Teresina-PI, é considerado serviço essencial, ou seja, podem funcionar para que a frota de caminhões, ambulâncias, viaturas de polícia e veículos de entrega delivery possam atender às necessidades da população. O serviço de funilaria e pintura ou lanternagem, termo usado em algumas regiões do País, é destes reparos que não podem parar. O que se tem notado nas oficinas especializadas credenciadas às companhias de seguro para atenderem os carros sinistrados…

Leia Mais

Cuidados redobrados para higienizar os veículos nas oficinas

Álcool em gel no volante, câmbio, freio de mão, maçanetas e chaves são hábitos adotados por mecânicos ao receberem e entregarem os carros para  reparo nas oficinas. Em tempos de pandemia do coronavírus, oficinas de reparação de serviços automotivos redobram cuidados com a higiene ao receberem e entregarem veículos aos clientes. Muitos empresários do setor passaram a oferecer delivery para evitar o deslocamento dos clientes. “Assim, as pessoas não precisam sair de casa e podem contar com atendimento para revisão do veículo que, nesta situação, se torna essencial meio de transporte seguro para fazer compras e outras necessidades da população”, explica Antonio Fiola, presidente do Sindidirepa-SP (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo) . Segundo Fiola, as empresas de reparação de veículos autorizadas a funcionarem durante a quarentena da pandemia na Região Metropolitana da cidade de São Paulo,…

Leia Mais

Clientes