Entenda como funcionam as cruzetas e sinais de desgaste  

Peças fundamentais de um mecanismo chamado eixo cardan, as cruzetas podem sofrer desgaste pela falta de lubrificação.   De diferentes tamanhos – muito pequenas, como as usadas na coluna de direção, ou enormes, presentes em veículos pesados, em formato de cruz, as cruzetas, localizadas nas extremidades do eixo cardan, são as responsáveis pela transmissão da força do motor para o diferencial em ângulos variados. Sem elas, o veículo não conseguiria se movimentar. O gerente de produtos e engenharia da Nakata, Jeferson Credidio, explica que nas extremidades das cruzetas estão as espigas (ou munhões) e em volta estão os roletes, que são mantidos dentro de uma capa protetora, que é chamada de castanha ou copo. Por meio de garfos e flanges, as cruzetas se unem ao eixo cardan, permitindo o movimento da junta universal em todos os sentidos.   “As cruzetas são, portanto, peças fundamentais de…

Leia Mais

Nakata oferece cursos online gratuitos de amortecedores, suspensão e direção

    Por meio de plataforma digital, os EADs promovem capacitação de profissionais e estudantes de todo o Brasil, oferecendo conhecimento técnico que ajuda na execução dos serviços na oficina.   Desenvolvendo amplo trabalho de capacitação técnica para os profissionais da reparação de veículos, a Nakata, fabricante líder em componentes para o sistema de suspensão, disponibiliza cursos online gratuitos para mecânicos, estudantes e pessoas interessadas em conhecer mais sobre amortecedores, o funcionamento dos sistemas de suspensão e direção de veículos leves. Todas as aulas têm formato de audiovisuais, acompanhadas de questionários do tipo “quiz” para a memorização do conteúdo.   No curso de amortecedores, o aluno aprende sobre a função do amortecedor, peças que o compõe, tipos e características de amortecedores, consequências da perda de ação do componente e falhas, entre outras informações. Já no curso de suspensão linha leve, o participante conhece um pouco…

Leia Mais

Como realizar o diagnóstico para identificar as condições do sistema de direção

  Comportamento instável do veículo e vibração e ruido estão entre os indícios de comprometimento do sistema de direção.   Projetado para transmitir o movimento do volante até a manga de eixo, fazendo com que as rodas girem, o sistema de direção deve ter especial atenção do motorista na hora da manutenção. Por isso, é importante observar os sinais que podem indicar que uma peça está comprometida. A Nakata, um dos principais fabricantes de componentes para suspensão, freio, direção, transmissão e motor para o mercado de reposição, aponta alguns dos indícios de problemas no sistema de direção e possíveis causas:   Comportamento instável do veículo – possível causa folga nos terminais, geometria de alinhamento fora dos padrões, peças erradas nos sistemas de direção ou suspensão, pneus desgastados; Folga na direção – verificar desgaste de terminais, caixa de direção e juntas universais da coluna; Direção pesada -…

Leia Mais

Nakata conquista liderança no ranking geral de pesquisa com mecânicos de todo o Brasil

  Empresa se destaca na avaliação de mais de mil reparadores, sendo uma das marcas que mais gostam de usar na oficina, garantindo segurança na aplicação e no serviço.   A Nakata, fabricante de autopeças para o mercado de reposição, líder em componentes de suspensão, conquista liderança na pesquisa do IPEC Inteligência, empresa ligada ao IBOPE, realizada pela Infini Editora da revista O Mecânico, sendo eleita a marca entre todas as categorias que os mecânicos mais gostam. O resultado da avaliação de 1.026 reparadores de todo o Brasil consagra a Nakata em posição de destaque juntamente com a Bosch e a NGK que não são concorrentes diretas e também ficaram com a mesma pontuação no ranking geral da pesquisa que faz avaliação de vários requisitos e chega a quinta edição com o resultado da performance alcançada em 2020, justamente em um ano bem atípico com…

Leia Mais

Nakata destaca procedimentos para troca dos amortecedores

  Escorvar os amortecedores, verificar se o coxim tem posição de montagem,  fazer o aperto final dos pontos de fixação  da bandeja da suspensão com os pneus apoiadas  no chão são algumas dicas para o mecânico na hora da manutenção.   O sistema de suspensão do veículo é composto por diversos componentes, entre eles amortecedores, molas, braço oscilante ou bandeja de suspensão, barra estabilizadora, pivô de suspensão, coxim  e batentes dos amortecedores. “Os itens do sistema de suspensão requerem alguns cuidados na hora da manutenção. Os amortecedores, um dos principais componentes do sistema de suspensão, já que é responsável por absorver grande parte dos impactos, juntamente com as molas, devem ser escorvados antes da instalação, pois só assim alcançarão a eficiência máxima”, explica Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata, ressaltando que, em seguida, devem ficar na posição vertical até a montagem para…

Leia Mais

Revisão preventiva nos itens de suspensão garante segurança do veículo

  Procedência e bom funcionamento desses componentes prolongam a vida útil do sistema.   Responsável por absorver todo o impacto sofrido pelo automóvel nas mais adversas condições de rodagem, o sistema de suspensão é um conjunto de componentes que atua em tempo integral ligando o chassi às rodas, garantindo que elas sempre estejam em contato com o solo, preservando o conforto e a segurança dos ocupantes do veículo. Os principais e mais conhecidos componentes desse sistema são os amortecedores, molas, pivôs e barra estabilizadora. Todos eles atuam em conjunto para realizar o mesmo objetivo e, qualquer problema em cada um deles, desgasta o conjunto, aumentando o desgaste dos itens, além de comprometer a dirigibilidade do automóvel. Portanto, para garantir o bom funcionamento desse sistema, é importante a revisão preventiva dos componentes. Segundo Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata, o intervalo varia de acordo…

Leia Mais

Conheça alguns sinais de comprometimento do sistema de freio

  Pedal de freio mais baixo, pedal duro, vibrações, desvio de trajetória são sinais que indicam problemas no sistema de freio.   Composto por diversos componentes, o sistema de freio é um dos mais importantes para a segurança dos ocupantes do veículo. Por isso, a recomendação é ficar atento a sua manutenção. “Quando o pedal de freio fica duro e pesado pode indicar comprometimento do sistema de freios. É sinal que o multiplicador de força, o servo freio, está com algum defeito, podendo ser problema de estanqueidade da mangueira que liga o servo freio até o motor, câmaras sem vedação”, explica Eduardo Guimarães, técnico da Nakata. Já quando o pedal de freio está baixo ao pisar, chegando, às vezes, a tocar o assoalho, o problema pode estar relacionado ao cilindro mestre indicando gaxetas com avarias, o que faz com que ocorra perda de estanqueidade interna…

Leia Mais

Sinais que indicam desgastes nas pastilhas de freio

  Ruídos agudos provenientes do sistema de freio estão entre os indícios de comprometimento das pastilhas, bem como excesso de pó preto nas rodas.   Com a função de gerar atrito para desacelerar e fazer o veículo parar, as pastilhas de freio, que atuam conjuntamente com os discos de freio, precisam de atenção na hora da manutenção já que está diretamente ligada à segurança no trânsito. “Os motoristas devem ficar atentos a qualquer sinal de desgaste nas pastilhas de freio para não correr risco de comprometer a segurança e  outras peças mais caras do sistema, como os discos de freio, resultando em maior gasto na manutenção ”, comenta Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata. Além disso, segundo Silva. Indícios de desgaste nas pastilhas de freio podem ser facilmente identificados. “Ruídos provenientes do sistema de freio podem indicar desgaste acentuado”, afirma o gerente,…

Leia Mais

Funcionamento da junta homocinética e dicas para mantê-la em boas condições

Responsáveis por transmitir a força motriz para as rodas, há dois tipos de juntas – junta fixa, junta do lado roda, que permite os movimentos angulares e a junta deslizante, que vai ao lado do câmbio, e possibilita o movimento angular e telescópico.   As juntas homocinéticas são de extrema importância para o veículo, pois têm como função transmitir a força do motor para as rodas. Por isso, é fundamental ficar atento a estes componentes na hora da manutenção. “As juntas homocinéticas são responsáveis pela força motriz que sai da caixa de transmissão e vai até a roda, para tracionar o veículo”, ressalta Eduardo Guimarães, técnico da Nakata, acrescentando: “Há a junta fixa, junta do lado roda, que permite os movimentos angulares nos carros de tração dianteira, e a junta deslizante, que vai ao lado do câmbio, possibilita o movimento telescópico e angular, ou seja,…

Leia Mais

Clientes